PESQUISAR

22 de outubro de 2011

Parte 3 - Comandos úteis para uso em redes de computadores (Explorando o comando IPCONFIG)

Dicas válidas para todos os sistemas Windows

No post anterior falamos sobre alguns comandos interessantes:

Parte 2 - Comandos especiais para uso em redes de computadores (nbtstat, tracert, net, etc.) 

Hoje veremos um dos mais importantes comandos utilizados frequentemente no trabalho com redes.


Explorando o comando IPCONFIG

O comando IPCONFIG possui diversas funcionalidades que auxiliam em muito a vida do profissional de suporte. Vou apenas explicar as mais importantes.

Digite apenas ipconfig e você terá algumas informações sobre o adaptador ou adaptadores que estão ativos. Estas informações são sobre o sufixo DNS da conexão (domínio no qual o computador pertence), IP, Máscara de sub-rede e Gateway.

Informações básicas da interface de rede.
Clique na imagem acima para ampliá-la

Digite ipconfig /all para visualizar informações detalhadas de todas as conexões ativas e algumas das conexões inativas. As informações extras são os IP's dos servidores DNS, Wins, o endereço físico da interface de rede, o nome de domínio, host name, etc.

Informações mais detalhadas.
Clique na imagem acima para ampliá-la

Como exibir o cache DNS

Antes de qualquer coisa, o que vem a ser o cache DNS? Para entender o cache DNS ou DNS Resolver faz-se necessário entender o que significa DNS.
Já pensou se a única forma para acessarmos um computador ou site fosse através de endereços IP? Imagine você tendo que "decorar" o IP de cada computador de sua rede ou de um site. Seria complicado não é mesmo? Acessar os recursos mencionados através de seus nomes é muito mais fácil.
O DNS (Domain Name System) funciona em um servidor DNS que é responsável
pela resolução de nomes, ou seja, traduzir nome DNS (host name) para endereço IP (resolução direta) e IP para nome DNS (resolução reversa). 

Por exemplo:
Quando você digita server01, o servidor DNS tenta resolver este nome para o endereço IP associado ao nome do host (server01), para que assim você obtenha acesso a este computador. Este processo pode ser chamado de resolução direta.

E onde entra o cache DNS nesta história?

Cada computador possui um, digamos, resolvedor DNS próprio. Isto significa que ao tentar acessar qualquer recurso da rede, o sistema operacional primeiramente irá consultar seu cache DNS a fim de identificar se o nome do recurso desejado já "foi resolvido". Caso exista o registro desta resolução, não haverá necessidade de ser feita uma nova consulta a um servidor DNS.

E para que saber o conteúdo do cache DNS?

Por exemplo:
Digamos que você está tentando acessar um computador chamado IND302 a partir de sua estação chamada COMP505, porém, IND302 encontra-se inacessível; nem responde ao comando PING.
Na realidade um administrador de rede alterou o endereço IP de IND302 para 192.168.5.96. Anteriormente IND302 estava associado ao IP 192.168.5.12.
Pois bem, os servidores DNS de sua rede atualizaram recentemente seus respectivos bancos de registros DNS com esta alteração que automaticamente será propagada para todos os outros recursos da rede. Mas esta atualização não é imediata, pois poderá levar entre 24 a 72 horas (ou mais), dependendo das configurações dos servidores DNS, bem como do tamanho da rede, entre outros.
Como esta atualização ainda não foi aplicada em sua estação, seu cache DNS ainda continua desatualizado. Isto está impossibilitando que sua estação de trabalho localize IND302 em sua LAN/WAN.

Ao enfrentar este problema, o primeiro passo a ser feito é "pingar" IND302 de outro computador. Digamos que este outro computador chama-se COMP504. Se IND302 responder ao ping, então é muito provável que o incidente se trata de cache DNS desatualizado em sua estação (COMP505). Anote o IP que o comando ping lhe reportou na estação COMP504.

Em seguida, na estação COMP505, digite:

ipconfig /displaydns

Segue abaixo um exemplo do resultado deste comando:

Diversas entradas DNS em cache. Procure a entrada que corresponde ao host desejado e verifique se o IP está correto.
Clique na imagem acima para ampliá-la

Se IPCONFIG /DISPLAYDNS identificou que o IP de IND302 reportado em COMP505 foi 192.168.5.12 (antigo) sendo que o endereço IP de IND302 reportado pelo computador COMP504 foi 192.168.5.96 (atual), então você descobriu que o cache DNS de seu micro (COMP505) está por algum motivo desatualizado.

E agora? Como limpar ou "zerar" o cache DNS? Como resolver este incidente?




Como limpar o cache DNS (DNS Resolver)

Para limpar/zerar/liberar o DNS Resolver é fácil. Basta digitar:

ipconfig /flushdns

Limpeza ou liberação do cache DNS foi executada com êxito.
Clique na imagem acima para ampliá-la

Como forçar o registro de um computador no servidor DNS

Quando um endereço IP estático é alterado ou quando o computador é reiniciado ou ainda quando ocorrem mudanças no DHCP Server devido a uma renovação de concessão IP (entre outros), normalmente ocorrem o que chamamos de atualizações dinâmicas ao servidor DNS. 

Por exemplo:
Conforme o exemplo citado anteriormente, no instante em que IND302 teve seu endereço IP alterado pelo administrador, o Windows fez automaticamente uma atualização dinâmica ao Servidor DNS informando ao mesmo sobre esta alteração de endereço.

Mas em alguns casos, é possível que a estação de trabalho ou servidor demore a iniciar a atualização dinâmica ao DNS server. Como podemos forçar esta atualização?

Digite:

ipconfig /registerdns

Clique na imagem acima para ampliá-la

Você sabia?

Qual é o serviço responsável pelas atualizações dinâmicas? Se você pensou no serviço Cliente DNS, lamento informar, mas, você errou. O serviço responsável pelas atualizações dinâmicas chama-se Cliente DHCP.

Sabia que o parâmetro REGISTERDNS também possui a função de renovar o endereço IP em conexões DHCP, tal como o com o parâmetro RENEW?
Pois sim! REGISTERDNS além de forçar a atualização no DNS, também tem a funcionalidade de renovar todas as concessões DHCP.

Como liberar e renovar o endereço IP de um adaptador de rede

Para quem não sabe, o Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) é o serviço responsável por atribuir endereços IP automaticamente para todos os recursos de uma rede (computadores, print servers, etc.) e que estejam previamente configurados para trabalharem em DHCP. Evidentemente este serviço dispensa a configuração manual de endereços IP nos recursos da rede, facilitando o trabalho e gerenciamento visto que a distribuição de endereços é realizada por um servidor, servidor este chamado de servidor DHCP.

Eventualmente e por algum motivo um adaptador de rede não consegue obter automaticamente um endereço IP via servidor DHCP ou o IP atual é inválido. Ambos os casos evidentemente impossibilitam o acesso do computador à rede.

Há quem diga que executar o parâmetro renew nestes casos é o suficiente.

Eu pessoalmente prefiro fazer a seguinte sequência:

Executar o comando:

ipconfig /release

Clique na imagem acima para ampliá-la

Este comando "elimina" o IP do adaptador de rede, fazendo o mesmo ter um endereço inválido (0.0.0.0). Além disso, ele exclui todas as demais as configurações obtidas do DHCP server como o endereço da máscara de sub-rede e o gateway.

Em seguida execute o comando:

ipconfig /renew

Clique na imagem acima para ampliá-la

O parâmetro renew irá renovar o endereço IP fazendo com que o adaptador de rede obtenha do servidor DHCP um endereço IP diferente do anterior, em caso de conflito de endereços, ou obter o mesmo IP utilizado antes desta sequência de comandos.


Embora eu conheça inúmeros outros comandos relacionados com redes, vou encerrar esta sequência por aqui e em breve postarei outras matérias interessantes neste aspecto.


Espero ter contribuído com mais estes conhecimentos.

Este post lhe foi útil? Então não deixe de postar o seu comentário. Ele é muito importante!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários :

Nos comentários poderão existir informações que poderão lhe ajudar a resolver seu problema.